Sábado, 18 de Outubro de 2008

O valor da verdadeira Amizade

 

 
 
Era uma vez duas meninas muito bonitas, a Lara e a Matilde. Estas duas meninas eram muito amigas e inseparáveis, pois tinham sido criadas juntas, e mesmo não sendo irmãs, tratavam-se como tal.
Lara, era uma menina loira, de olhos azuis, que tinha perdido os pais, quando tinha apenas um ano de vida, e como não tinha mais família, Carolina, a mãe de Matilde, que era uma grande amiga da sua mãe decidiu adoptá-la e criá-la, para evitar que ficasse sozinha e que fosse entregue a uma instituição. Como era ainda bebé quando a desgraça aconteceu, Lara não se recordava muito bem dos seus pais, mas sentia muitas saudades deles, e Carolina contava muitas histórias deles, e ela ficava maravilhada ao ouvi-las, pois assim sentia-se mais próxima deles, e tentava não ficar muito triste, pois ela sabia que os seus pais estavam no céu a olhar por ela.
 
Quando entraram para a escola, todos pensavam que Lara e Matilde eram irmãs, pois elas não se largavam, partilhavam tudo e uma andava sempre de acordo com o estado de espírito da outra, se uma ria a outra ria, e se uma chorava, a outra chorava com ela, pois não ficavam indiferentes aos sentimentos uma da outra. Logo desde o início, Lara e Matilde fizeram muitos amigos, pois eram muito simpáticas e divertidas, e toda a gente gostava delas.
Com apenas seis anos, estas duas meninas eram as melhores amigas, e não pensavam em separar-se nunca, pois a sua amizade era mais forte do que qualquer coisa, e foi então que decidiram fazer um pacto, em que teriam que escrever num papel um desejo que gostariam de ver realizado nas suas vidas, e só no dia em que fizessem dezoito anos, poderiam ver o desejo uma da outra, e ver então, se este se tinha realizado. E assim foi, cada uma escreveu o seu desejo num papel, sem deixar a outra ver, e puseram os dois papéis numa caixa de madeira, enterrando-a logo de seguida no quintal.
Os anos foram passando, e tinha chegado a altura de Lara e Matilde entrarem para uma nova escola, onde iriam frequentar o terceiro ciclo. No princípio, estavam as duas um pouco nervosas e com algum receio, mas logo se acalmaram uma à outra, dizendo que acontecesse o que acontecesse, estariam sempre ali para se apoiarem uma à outra, e ajudarem no que fosse preciso.
Como elas eram muito bonitas, na nova escola, e tal como sempre tinha sido, rapazes atrás delas não faltavam, mas nenhum lhes despertava qualquer tipo de interesse, e além disso já tinham chegado à conclusão que os rapazes da sua idade eram ainda muito crianças, e não sabiam o que queriam, além disso, se arranjassem algum namorado, iriam passar menos tempo juntas. Mal Matilde iria mudar a sua opinião em relação a este assunto, quando certo dia, entrou para aquela escola um rapaz moreno, alto, de olhos verdes e muito bonito, e como tal, todas as raparigas andavam sempre atrás dele, mas ele só se interessou por uma, Matilde. No princípio, ela tinha um pouco de medo, pois o seu pai tinha abandonado a sua mãe por causa de outra mulher, e ela não queria que passar pelo mesmo, mas depois de algumas conversas, começaram a namorar. Eles entendiam-se muito bem, mas Matilde estava cada vez mais afastada de Lara, e por esta razão esta andava cada vez mais triste, e decidiu falar com a sua amiga, ao que ela prometeu que ia passar mais tempo com ela. E foi depois desta conversa, que Matilde e Lara voltaram a andar juntas como dantes, e desta vez, era Gonçalo, o namorado de Matilde que sentia a sua falta, e foi então que lhe fez um ultimato, ou ela deixava de estar com Lara, ou então iria ficar sem ele. Matilde, apesar de ficar muito triste, decidiu ficar com a amizade de Lara, pois elas já se conheciam há muito tempo, e não pensava viver sem ela, e se Gonçalo lhe estava a dizer aquilo era porque não gostava mesmo dela. Lar ficou muito sensibilizada com a atitude da sua amiga, mas sempre soube que elas nunca se iriam separar.
Quando as duas completaram dezoito anos, foram ver os desejos que à alguns anos atrás tinham escrito. Chegaram ao local onde tinham enterrado a caixa de madeira, desenterraram-na e tiraram de lá os dois papéis. Ambas leram os desejos uma da outra em voz alta. Depois de lerem os desejos, abraçaram-se as duas muito emocionadas, pois os seus desejos eram iguais. Aquilo que tinham pedido tinha sido que ficassem juntas para sempre, e que nada nem ninguém as conseguisse separar nunca.
E daqui tiraram uma lição, a Amizade, quando é verdadeira, não pode ser apagada ou destruída por ninguém.
sinto-me:
publicado por my swett dreams às 20:10
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Bom fim de semana

. Ser feliz...

. Feliz Dia da Mãe

. Desculpem a ausência

. ...

. Boa Páscoa

. Dia de Ramos

. Esperança...

. Dia do pai

. A todos vocês desejo uma....

.arquivos

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.My Videos


Takin Back My Love Enrique Iglesias feat. Ciara -

.já passaram por aqui desde o dia 10-10-08

unique statistics
Office Products
blogs SAPO

.subscrever feeds